Gestão / Administração

Dissertações de Mestrado

 

Diferenças culturais num contexto de mudança organizacional
Um estudo de caso

 

Autor: Sérgio Roberto Costa Bettencourt
Orientador: Manuel Graça

 

Mestrado em Economia e Administração de Empresas

Faculdade de Economia

Universidade do Porto
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

Diferenças culturais num contexto de mudança organizacional

Resumo

O nível de desenvolvimento actual das ciências empresariais não parece deixar grande margem para novos desenvolvimentos importantes nesta área. Todavia a constante mutação das condicionantes ambientais e dos recursos das organizações leva a uma alteração quase permanente das necessidades das organizações. Este facto leva a que algumas temáticas na área de estudo das ciências empresariais, sejam permanentemente inventadas e re-inventadas no sentido de procurar soluções para os problemas quotidianos das organizações e suas equipas de gestão. Nesta dissertação focamos a nossa atenção num caso real, duma organização, que podemos considerar como multi-facetada (industrial e comercial, com facetas de multi-nacional e de organização familiar), que ultrapassou diversas fases de mudança nos últimos anos, com sucesso nos resultados financeiros, mas que ainda assim continua a mudar no sentido de garantir a sustentabilidade do seu crescimento. Mais do que analisar as virtudes, incidiremos a nossa abordagem também nas falhas e sobretudo na vertente da interacção entre culturas e sub-culturas e o seu impacto na mudança. Esperamos com esta dissertação dar o nosso contributo no sentido de evidenciar que a gestão de organizações e o sucesso destas não depende exclusivamente de factores objectivos como o acesso a recursos, técnicas de produção ou estratégias de marketing, mas também da adaptabilidade e forma como a organização encara e “vive” a mudança, bem como a própria cultura vigente ou as diferenças culturais que possam existir no seu seio.

 

Índice

1 – Introdução

2 – Cultura e mudança organizacional

2.1 – Mudança Organizacional

2.1.1 - Mudança vista como substância

2.1.2 – Mudança vista como Processo

2.2 – Cultura Organizacional
2.3 – Sub-culturas
2.4 – Cultura e Mudança

3 – Metodologia e objectivos do estudo

3.1 – Metodologia
3.2 – Recolha de Dados
3.3 - Questões de investigação
3.4 - Conceptual Framework

4- Caracterização da empresa

4.1 – Caracterização geral
4.2 – Caracterização do Mercado
4.3 – Caracterização dos recursos humanos
4.4 – Estrutura Organizacional
4.5 – Clima geral
4.6 – Enquadramento das pessoas na Mudança

5 – As mudanças ocorridas

5.1 – O Departamento Financeiro

5.1.1 – O reforço da equipa, as novas regras contabilísticas e o novo ERP
5.1.2 – A alteração da Direcção Financeira

5.2 – A Estrutura de Vendas

5.2.1 – As Unidades de Negócio

5.2.2 – O Marketing e os Serviços Técnicos

5.2.3 – CRM e Bónus à Cobrança

5.2.4 – O Serviço de Apoio ao Cliente

5.3 – A Fábrica
5.4 - As acções de realinhamento

5.4.1 – Manuais de Procedimento

5.4.2 – Aprendizagem / “Coaching”

5.4.3 – A promoção de elementos internos

5.4.4 – Gestão por objectivos (MBO) / Indicadores de desempenho

6 – O Projecto de Melhoria Actual

6.1 – Processo de introdução de encomendas / resolução de reclamações

6.1.1 – O Desenho do processo

6.1.2 – As soluções e as resistências

6.2 – O processo de melhoria na fábrica

6.2.1 – O desenho do processo

6.2.2 – As soluções e resistências

6.2.3 – A implementação das acções de melhoria

6.2.4 - Resistências à implementação das soluções

7 – Principais dimensões da cultura vigente e as suas consequências no processo de mudança

7.1 – Distanciamento chefia - colaboradores

7.2 – Noção de “Serviço"

7.3 – Proactividade

7.4 – Individualismo vs colectivismo

7.5 – Distanciamento geográfico

7.6 – Consequências das diferenças culturais no processo de mudança

7.7 – A acção da equipa de gestão

8 – Conclusão

BIBLIOGRAFIA

ANEXOS

Anexo 1 – Guião de Entrevista

Anexo 2 – Resultados dos inquéritos de satisfação dos colaboradores (2008)

Anexo 3 – Organigrama Actual (2010)
 

 

 

Trabalho completo