Gestão / Administração

Dissertações de Mestrado

 

Exposição Cambial e Impacto da Utilização de Derivados Cambiais
Evidência do Caso Português

 

Autor: Miguel Felizes Correia
Orientador: Ana Paula Serra

 

Mestrado em Finanças

Faculdade de Economia da Universidade do Porto
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

Exposição Cambial e Impacto da Utilização de Derivados Cambiais

Resumo

O principal objectivo da presente dissertação é avaliar, relativamente ao mercado português, a finalidade da utilização dos derivados cambiais. Utilizando uma amostra de empresas portuguesas não-financeiras cotadas, do índice PSI Geral, determina-se inicialmente a exposição cambial, recorrendo a quatro índices cambiais ponderados, um índice cambial efectivo (real) e a quatro taxas de câmbio bilaterais (referentes ao dólar, franco, libra e real). O período abrangido pela análise é o de 2002 a 2007, sendo considerados dois sub-períodos: 2002-2003 e 2004-2007. A segunda parte do trabalho procura relacionar a exposição cambial previamente estimada com o recurso a instrumentos financeiros derivados e com a percentagem de exportações face às vendas totais. Os resultados são consistentes com a maioria da literatura existente: das empresas constituintes da amostra apenas uma reduzida percentagem apresenta exposições cambiais estatisticamente significativas quaisquer que sejam os índices, taxas de câmbio e períodos analisados. Por outro lado, indiciam que os derivados cambiais são efectivamente utilizados como forma de cobertura do risco cambial e não com intenções especulativas.

 

Palavras chave: Finanças, Master in Finance

 

Índice

1. Introdução 

2. Revisão de Literatura e Questão a Explorar

2.1. Revisão da Literatura

2.2. Questão a explorar e sua relevância

3. Amostra e Metodologia

3.1. Amostra
3.2. Metodologia

3.2.1 Aferição da exposição cambial

3.2.2 Impacto da utilização dos derivados cambiais na exposição cambial

4. Resultados

4.1. Exposição cambial
4.2. Exposições cambiais médias por grupos de empresas
4.3. Impacto da utilização dos derivados cambiais na exposição cambial

5. Conclusão

Referências
Anexos

 

 

Trabalho completo