Gestão / Administração

Dissertações de Mestrado

 

A gestão do risco na indústria da aviação
O caso de Jet Fuel

 

Autor: Dhiren Subhaschandra
Orientador:
Pedro Leite Inácio

 

Mestrado em Finanças

ISCTE - IUL
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

A gestão do risco na indústria da aviação

Resumo

No actual contexto de grande incerteza, a gestão de risco tem assumido um papel cada vez mais importante nas organizações. O clima de concorrência feroz e a volatilidade associada aos mercados financeiros e aos preços das commodities têm levado a uma procura crescente dos derivados. Este trabalho pretende abordar o risco que as companhias de aviação correm face à instabilidade do mercado petrolífero. O jet fuel é um dos custos mais relevantes que uma empresa de transporte aéreo suporta, sendo em alguns casos o maior. Conseguir que, numa empresa, o custo com o jet fuel seja ligeiramente menor que o preço de mercado pode significar uma vantagem competitiva relevante face às demais congéneres. A Lufthansa é reconhecida como uma das empresas que melhor gere o risco de preço do jet fuel. Recorrendo ao exemplo da empresa de transporte aéreo germânica, abordam-se os factores a ter em conta na implementação de uma estratégia de cobertura de risco eficaz e aprecia-se qual o seu impacto nas contas da empresa.

 

Palavras chave: Aviação, Gestão do risco, Instrumentos para hedging, Jet fuel, Aviation, Risk management, Hedging instruments, Commodities

 

Índice

CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 2 - GESTÃO DO RISCO NAS EMPRESAS: TEORIA FINANCEIRA

2.1 A DIVERSIFICAÇÃO PODE SER UM PRESSUPOSTO?

2.2 EFEITOS DA GESTÃO DO RISCO NOS FLUXOS DE TESOURARIA

As decisões de investimento
Os impostos
Os custos de insolvência
O comportamento dos gestores
Competitividade da indústria

2.3 GESTÃO DO RISCO E CARACTERÍSTICAS DAS EMPRESAS: EVIDÊNCIAS EMPÍRICAS

CAPÍTULO 3 - INDÚSTRIA DA AVIAÇÃO

3.1 TRÁFEGO COM FORTE CRESCIMENTO
3.2 MAIOR EFICIÊNCIA
3.3 MELHORIA DA TAXA DE OCUPAÇÃO À CUSTA DO YIELD
3.4 JET FUEL COM PREÇOS PROIBITIVOS
3.5 RENDIBILIDADE POUCO ATRACTIVA

3.6 INDÚSTRIA LUCRATIVA?

CAPÍTULO 4 - MERCADO PETROLÍFERO: SPOT E DERIVADOS

4.1 COMMODITIES

Tipos de commodities
Características gerais do preço das commodities
Relação entre mercado spot e mercado futuro

4.2 DERIVADOS

4.3 PETRÓLEO

Breve história

Volatilidade

Produtos petrolíferos
Preço do Petróleo

4.4 ESTRATÉGIAS MAIS UTILIZADAS NA AVIAÇÃO

Swaps
Opção de compra
Collars

Three way

CAPÍTULO 5 - LUFTHANSA, UM MODELO A SEGUIR

5.1 PORQUÊ A LUFTHANSA?
5.2 HEDGING PONTUAL OU CONTÍNUO?
5.3 JET FUEL OU CRUDE OIL
5.4 DEFINIÇÃO DOS PARÂMETROS DE RISCO
5.5 GRAU DE COBERTURA TEMPORAL
5.6 A ESTRATÉGIA TEMPORAL TEÓRICA TEM APLICAÇÃO PRÁTICA?
5.7 IMPACTO DO HEDGING

Correlação entre resultados e preço do jet fuel
Independência dos resultados da Lufthansa face à aviação global
Variabilidade dos resultados

CAPÍTULO 6 - CONCLUSÃO

BIBLIOGRAFIA

SITES CONSULTADOS

 

 

Trabalho completo