Psicologia

Dissertações de Mestrado

 

A capacidade persuasiva das razões
Implicações da psicologia na categorização de razões de Charles Tilly

 

Autor: Susete Raquel Pires Silveiro
Orientador: José Frederico Henzler Ferreira Marques

 

Mestrado em Psicologia

Cognição Social Aplicada

Universidade de Lisboa
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

A capacidade persuasiva das razões

Resumo

O presente trabalho propõe e avalia empiricamente uma articulação da teoria sociológica de Tilly (2004; 2005; 2006a; 2006b) sobre a categorização de razões, com os modelos psicológicos de probabilidade de elaboração (Petty & Cacioppo, 1986), da teoria dos níveis de constructo (Trope & Liberman, 2003) e do modelo de desconfirmação de expectativas (Meyer, Reisenzein & Schutzwohl, 1997). No Estudo 1, um estudo exploratório descritivo, destaca-se a tendência para atribuição de razões de linguagem popular por parte de jogadores e técnicos de futebol. O Estudo 2, um estudo experimental, salienta a preferência dos adeptos por razões de Explicação Causa-Efeito. São discutidas as implicações da diferença de critérios de atribuição de razões pela parte de jogadores/técnicos e de aceitação das mesmas pela parte dos adeptos. São ainda propostos novos estudos para o prosseguimento do desenvolvimento e avaliação da teoria de Tilly no âmbito da Cognição Social.

 

Palavras chave: Cognição social, Categorização, Tilly, Charles, Teses de mestrado - 2009

 

Índice

Introdução

1 Teoria de Classificação de Razões de Tilly

1.1 LINHAS GERAIS
1.2 AS CATEGORIAS PROPOSTAS

1.2.1 Convenções
1.2.2 Histórias
1.2.3 Códigos
1.2.4 Técnicas

1.3 APRECIAÇÃO PARA O ESTUDO PRESENTE

2 Contributo da Cognição Social

2.1 MODELO DE PROBABILIDADE DE ELABORAÇÃO E  ENVOLVIMENTO

2.1.1 Linhas Gerais
2.1.2 O Papel do Envolvimento
2.1.3 Apreciação para o Presente Estudo

2.2 UMA QUESTÃO DE DISTÂNCIA? EXPLORANDO A TEORIA DOS NÍVEIS DE CONSTRUCTO

2.2.1 Distância Psicológica e suas Dimensões
2.2.2 Implicações na Representação Mental: Teoria dos Níveis de Constructo
2.2.3 Generalização da Teoria dos Níveis de Constructo
2.2.4 Processamento Constructo de Alto Nível versus Via Periférica
2.2.5 Apreciação para o Presente Estudo

2.3 O PAPEL DAS EXPECTATIVAS

2.3.1 Modelo de Desconfirmação de Expectativas de Meyer
2.3.2 Papel da Valência
2.3.3 Apreciação para o Presente Estudo

2.4 INTEGRAÇÃO TEÓRICA DA CATEGORIZAÇÃO DE TILLY COM O CONTRIBUTO DA

COGNIÇÃO SOCIAL

3 Parte Experimental

3.1 ESTUDO 1

3.1.1 Método

Procedimento

Codificação

3.1.2 Resultados e Discussão

3.2 ESTUDO 2

3.2.1 Método

Participantes
Plano Experimental
Material
Procedimento

3.2.2 Resultados

Caracterização da Amostra
Adequação das Categorias de Razão

3.2.3 Discussão

4 Discussão Geral

4.1 DIRECÇÕES FUTURAS

5 Bibliografia

 

 

Trabalho completo