Psicologia

Dissertações de Mestrado

 

"Da obra à matéria prima"
Estudo naturalístico de factores que influenciam a tomada de decisão clínica

 

Autor: Ana Patrícia Vieira de Sousa
Orientador: Maria Isabel Real Fernandes de Sá

 

Mestrado em Psicologia

Secção de Psicologia Clínica e da Saúde
Núcleo de Psicoterapia Cognitivo-Comportamental e Integrativa

Universidade de Lisboa
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

"Da obra à matéria prima"

Resumo

Em resposta a um recente apelo à investigação em tomada de decisão em psicoterapia integrativa, esta investigação pretende explorar a forma como os psicólogos clínicos tomam decisões clínicas. Construiu-se um questionário que tem por objectivo medir se as bases usadas pelos psicólogos clínicos para tomar decisões corroboram as existentes na literatura, numa perspectiva de emparelhamento único, momento-a-momento ou fase-a-fase. Abordando influências relativas a características do paciente, do terapeuta e da própria relação terapêutica, pretende-se perceber quais as mais relevantes para as decisões em estudo, sendo a unidade de análise uma única decisão significativa tomada numa sessão. Foram recolhidos dados de psicólogos clínicos diferenciados em termos de sexo, idade, orientação teórica e anos de experiência clínica. Finalmente pretende-se verificar se existe evidência que apoia a tomada de decisão fase-a-fase, isto é, aquela que tem por base a fase do processo, tal como postulado pelo meta-modelo de ComplementaridadeParadigmática. Os resultados enfatizam diferenças entre terapeutas eclécticos/integrativos e nãoeclécticos/ não-integrativos para alguns grupos de variáveis, tendo sido encontradas também diferenças consoante os anos de experiência clínica e o grupo etário dos terapeutas. As decisões clínicas foram categorizadas, tecendo-se comentários às influências sofridas pelas várias categorias sugeridas. Discutem-se limitações do estudo e implicações dos resultados para o treino e prática psicoterapêutica. São feitas várias considerações metodológicas e sugerem-se linhas de investigação futuras.

 

Palavras chave: Psicologia clínica, Tomada de decisão, Complementaridade paradigmática, Teses de mestrado - 2009

 

Índice

I. INTRODUÇÃO 

II. REVISÃO DE LITERATURA

Investigação de processo 

Contributos da Cognição Social 
Julgamento clínico versus Predição estatística 

Modelos de Conceptualização ou de Tomada de Decisão? 

Meta-modelo de Complementaridade Paradigmática

Literatura sobre dificuldades terapêuticas

Factores facilitadores e desafiadores do processo terapêutico

O presente estudo

III. MÉTODO 21

Participantes

Instrumento

Procedimento

IV. RESULTADOS

V. DISCUSSÃO DOS RESULTADOS E CONCLUSÕES
VI. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

 

Trabalho completo