Psicologia

Dissertações de Mestrado

 

Desafios familiares
Parentalidade adoptiva e parentalidade biológica

 

Autor: Marta Isabel Dos Santos Nunes
Orientador: MariaTeresa Ribeiro

 

Mestrado em Psicologia

Psicologia clínica e da Saúde
Núcleo Psicologia Clínica Sistémica

Universidade de Lisboa
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

Desafios familiares

Resumo

O conhecimento sobre as diferenças e proximidades da parentalidade adoptiva e biológica, tem já algum desenvolvimento ao nível da literatura internacional; no entanto, a mesma situação não se verifica no contexto Português. A presente dissertação deriva de um estudo exploratório e comparativo, que almeja compreender a forma como se expressam e se relacionam variáveis da parentalidade (Estilos Parentais e Aliança Parental) e variáveis familiares (Coesão e Adaptabilidade Familiar), em famílias biológicas e adoptivas, na realidade portuguesa. A investigação utilizou uma amostra de 179 indivíduos, destes, 75 são pais adoptivos e 104 são pais biológicos. Recorreu-se ao Inventário de Aliança Parental (IAP) (Abidin & Brunner, 1995) e ao Questionário de Dimensões e Estilos Parentais (QDEP versão reduzida) (Robinson, Mandleco, Olsen, & Hart, 1995, 2001) , para a medição das variáveis da parentalidade e à Escala de avaliação da adaptabilidade e coesão familiar II (FACES II) (Olson, Portner & Bell, 1982, 1992) para observar a distribuição das variáveis familiares. Os resultados encontrados apontam para a não diferenciação entre famílias adoptivas e famílias biológicas, no que respeita à parentalidade e vivência familiar. São apontadas algumas limitações a este estudo e lançam-se hipóteses para investigação futura.

 

Palavras chave: Adopção, Aliança parental, Teses de mestrado

 

Índice

Introdução

I. Enquadramento conceptual (revisão de literatura)

I.1 Uma escola para fazer pessoas: Parentalidade (biológica e adoptiva)

I. 1.1 Se a mãe não deixa, o pai também não! (Ou será que posso tentar?!)

(Aliança Parental)

I. 1.2 Os nossos filhos educamo-los nós! (Estilos Parentais)

I.2 Lá em casa o dia-a-dia vive-se assim…

(Adaptabilidade e Coesão Familiar)

II. Objectivos

Gerais

Específicos

III. Mapa Conceptual

IV. Enquadramento Metodológico

IV. 1 Selecção da amostra

IV. 1.2 Instrumentos

IAP

QDEP
FACES II

IV. 1.4. Procedimentos

V. Análise dos resultados
VI. Discussão de Resultados
VII. Conclusão
VIII. Bibliografia

IX. Anexos

 

 

Dissertação

Anexos