Psicologia

Dissertações de Mestrado

 

A importância da adaptabilidade
A
carreira, o indivíduo e a organização : estudo exploratório

 

Autor: Leonor Teixeira Fontainhas
Orientador: Maria Eduarda Duarte

 

Mestrado em Psicologia

Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações

Universidade de Lisboa
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

A importância da adaptabilidade

Resumo

Neste trabalho procura-se explorar as relações que a adaptabilidade tem com a satisfação profissional, o empenhamento organizacional e a intenção de turnover. As hipóteses apontam para: a inexistência de relações entre adaptabilidade e intenção de turnover, bem como entre adaptabilidade e os empenhamentos afectivo e normativo; a existência de relação positiva entre a adaptabilidade e a satisfação profissional; a existência de relação negativa entre a adaptabilidade e o empenhamento de continuidade; e existência de relações negativas entre a intenção de turnover e a satisfação, bem como entre a intenção de turnover e o empenhamento. Os instrumentos (Inventário das Preocupações de Carreira, Inventário sobre a Satisfação Profissional, Questionário de Empenhamento Organizacional, e Escala de Intenção de Turnover) são aplicados a uma amostra de conveniência de 65 sujeitos, via e-mail. Os resultados da análise de correlações são, em geral, favoráveis às hipóteses formuladas. São apontadas consequências teóricas e empíricas e é documentada a importância da adaptabilidade para os indivíduos e para as organizações.

 

Palavras chave: Psicologia dos recursos humanos, Adaptabilidade, Satisfação profissional, Empenhamento organizacional, Turnover, Teses de mestrado - 2008

 

Índice

RESUMO/ABSTRACT

AGRADECIMENTOS

INTRODUÇÃO 

1. ENQUADRAMENTO TEÓRICO

1.1. Adaptabilidade: génese e desenvolvimento 

1.1.1. As fases da carreira em Donald Super
1.1.2. Da Maturidade vocacional à Adaptabilidade 
1.1.3. Adaptabilidade vocacional: principais dimensões 

1.2. Adaptabilidade e atitudes no trabalho

1.2.1. Adaptabilidade e Empenhamento Organizacional
1.2.2. Adaptabilidade e Satisfação Profissional
1.2.3. Adaptabilidade e Intenção de Turnover

2. METODOLOGIA

2.1. Participantes 

2.2. Instrumentos

2.2.1. Inventário de Preocupações de Carreira
2.2.2. Questionário de Empenhamento Organizacional
2.2.3. Inventário sobre a Satisfação Profissional
2.2.4. Escsla de Intenção de Turnover

2.3. Procedimento

3. APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS

3.1. Preocupações de Carreira

3.1.1. Preocupações de Carreira – diferenças entre grupos etários

3.2. Empenhamento Organizacional

3.3. Satisfação Profissional
3.4. Intenção de Turnover

3.5. Preocupações de Carrreira, Empenhamento Organizacional, Satisfação Profissional, e Intenção de Turnover

3.5.1. Antecedentes da Intenção de Turnover
3.5.2. Preocupações de Carreira e Empenhamento Organizacional
3.5.3. Preocupações de Carreira e Satisfação Profissional
3.5.4. Preocupações de Carreira e Intenção de Turnover

4. CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ANEXOS CD-ROM 

 

 

Capa

Indice_Resumo_Agradecimentos

Tese

Anexo_1

Anexo_2.

Anexo_3