Psicologia

Dissertações de Mestrado

 

A morte faz falar
O
ptimizar a comunicação em cuidados paliativos para optimizar os cuidados em fim de vida

 

Autor: Sara Catarina Teixeira Almeida
Orientador: Telmo Ventura Mourinho Baptista

 

Mestrado em Psicologia

Secção de Psicologia Clínica e da Saúde

Núcleo de Psicoterapia Cognitiva Comportamental e Integrativa

Universidade de Lisboa
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

A morte faz falar

Resumo

Esta dissertação debruça-se sobre a necessidade de uma comunicação eficaz nos cuidados paliativos, por parte dos profissionais de saúde que compõem as equipas que prestam os cuidados em fim de vida. É demonstrada a importância da formação e do treino adequado de técnicas específicas que possibilitem o incremento de qualidade das competências de comunicação nos temas e situações típicas dos cuidados paliativos. Apresenta-se um programa de treino de competências de comunicação em fim de vida direccionado para profissionais de saúde desta área. Este programa é composto essencialmente por sessões em que são apresentadas e discutidas as principais técnicas de comunicação e por sessões (a maioria) em que se apresenta um tema ou situação característica ou fulcral nos cuidados paliativos e se exercita com actividades práticas (essencialmente orais) as técnicas já abordadas, possibilitando assim uma maior exposição à pratica supervisionada desta técnicas. Estas sessões serão disponibilizadas a grupos de profissionais de saúde da área referida, num total de 9 sessões, de 2h cada. Assim, e porque a comunicação eficaz mostra-se como um instrumento de um bom desempenho profissional nesta área, espera-se que este treino traduza por resultado a optimização do desempenho deste profissionais juntos dos seus doentes e dos significativos destes.

 

Palavras chave: Cuidados paliativos, Comunicação em saúde, Profissionais de saúde, Teses de mestrado

 

Índice

1. Resumo
2. Índice(s)

3. Agradecimentos

4. Introdução

5. Enquadramento teórico

5.1. Os cuidados paliativos
5.2. A comunicação

5.3. A comunicação em cuidados paliativos

5.3.1. A importância da comunicação não verbal
5.3.2. Objectivos da comunicação
5.3.3. Vantagens da comunicação eficaz
5.3.4. Barreiras à comunicação eficaz em cuidados paliativos 
5.3.5. Necessidade dos doentes, familiares, cuidadores, e equipas de profissionais de saúde de uma melhor comunicação em cuidados paliativos 

5.3.6. Outras investigações

5.4. Hipóteses
5.5. Programa de treino de competências de comunicação em cuidados paliativos

6. Método
7. Resultados
8. Discussão, conclusão e recomendações 
9. Referências bibliográficas 
10. Anexos 

Anexo 1: Excertos
Anexo 2: Questionário 
 

 

Trabalho completo

Anexo