Psicologia

Dissertações de Mestrado

 

Perspectiva(s) sobre a escola promotora de saúde
Um Estudo de Caso

 

Autor: Suse Lara Cardoso Emiliano
Orientador: Luísa Barros

 

Mestrado em Psicologia

Secção de Psicologia Clínica e da Saúde

Núcleo de Psicologia da Saúde e da Doença

Universidade de Lisboa
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

Perspectiva(s) sobre a escola promotora de saúde

Resumo

O presente estudo assenta numa perspectiva da escola enquanto agente potencialmente promotor da saúde dos seus utentes, alicerçando-se em diferentes modelos e paradigmas, nos quais escola e saúde se inter-relacionam: saúde escolar e educação para a saúde, a escola promotora de saúde, a escola inclusiva e a escola amiga da criança. Dado o reconhecimento da importância da qualidade em educação e nos cuidados para a infância, foram ainda tidas em conta variáveis que os modelos de qualidade em educação contemplam e salientam como pertinentes. Este trabalho teve como objectivo central a caracterização qualitativa de uma escola, apontando tanto os seus pontos fortes, como os aspectos que devem ser optimizados. Esta caracterização foi feita com recurso a múltiplos informantes: coordenador de escola, professores do 4º ano do ensino básico e alunos do mesmo ano de escolaridade; foi feito o cruzamento dos dados obtidos através dos diferentes informantes. Como objectivo secundário, este estudo procurou avaliar a funcionalidade familiar percebida pelo aluno e relacioná-la com a avaliação que o aluno faz da escola. Foram utilizados três instrumentos de recolha de informação, adaptados para este estudo: Questionário de Caracterização de Escola do 1º Ciclo do Ensino Básico, Caracterização do Ambiente Escolar pelo Professor e Caracterização da Família e da Escola pelos alunos; neste último questionário incluiu-se o APGAR Familiar (Smilkstein, 1978). Os resultados alcançados apontam para um perfil de escola positivo, enquanto agente promotor de saúde, e nas dimensões avaliadas; destacam-se, positivamente, a área relativa à prática de actividade física e desportiva e, negativamente, a promoção da saúde dos funcionários. O cruzamento de dados aponta, maioritariamente, para concordâncias, embora surjam algumas divergências. Os valores elevados encontrados nos indicadores de disfuncionalidade familiar levantam a necessidade de confirmação desses valores. Este trabalho tem ainda como contributo o estudo das potencialidades desta metodologia para estudos futuros mais abrangentes e prolongados.

 

Palavras chave: Promoção da saúde, Ensino básico, Teses de mestrado

 

Índice 

1. Enquadramento Teórico

1.1 Saúde e Educação

1.1.1 A Saúde Escolar e a Educação para a Saúde
1.1.2. As Escolas Promotoras de Saúde
1.1.3. A Escola Inclusiva
1.1.4. A Escola Amiga da Criança

1.2. Qualidade em Educação

1.2.1. O conceito de Qualidade
1.2.2. Qualidade de Estrutura e Qualidade de Processo

1.2.3. Perspectivas sobre a Qualidade: a importância de ouvir a criança
1.2.4. Atender aos vários contextos da criança: a importância da família

2. Apresentação do Estudo

2.1. Objectivos
2.2. Amostra
2.3. Instrumentos

2.3.1. Questionário de Caracterização de Escola do 2º Ciclo do Ensino Básico: QCEEB1

2.3.2. Caracterização do Ambiente Escolar pelo Professor
2.3.3. Caracterização da Família e da Escola pelos alunos do 4º ano de escolaridade

2.4. Procedimento

3. Apresentação dos Resultados

3.1. Caracterização Qualitativa do Estabelecimento de Ensino pelo
Coordenador de Escola – QCEEB1

3.1.1. Informação Geral
3.1.2. Programas de Educação Física

3.1.3. Características do Programa de Escola
3.1.4. Políticas de Saúde da Escola
3.1.5. Ambiente Físico da Escola
3.1.6. Ambiente Psicossocial da Escola
3.1.7. Serviços de Nutrição3.1.8. Relações com a Família e com a Comunidade
3.1.9. Educação para a Saúde
3.1.10. Serviços de Saúde, Aconselhamento, Psicologia e Sociais

3.1.11. Promoção da Saúde para os Funcionários

3.1.12. Questões Adicionais

3.2. Caracterização do Ambiente Escolar pelo Professor – Professores do 4º ano do ensino básico

3.3. Caracterização da Família e da Escola – Alunos do 4º ano do ensino básico

3.3.1. APGAR Familiar
3.3.2. Caracterização da Escola
3.3.3. Correlação entre APGAR Familiar e Avaliação da Escola

4. Discussão

4.1. Caracterização do Estabelecimento de Ensino

4.1.1. Comparando as perspectivas dos vários informantes: coordenador, professores e alunos do 4º ano

4.1.2. Comparando a perspectiva dos alunos do 4º ano de escolaridade com uma amostra de alunos do 7º ano de escolaridade

4.2. Satisfação com a Família

4.3. Relação entre o APGAR Familiar e a Avaliação da Escola

5. Conclusões

Referências Bibliográficas

Anexos

Anexo I – Questionário de Caracterização de Escola do 2º Ciclo do Ensino Básico: QCEEB1
Anexo II – Caracterização do Ambiente Escolar pelo Professor – Professores do 4º ano de escolaridade
Anexo III – Caracterização da Família e da Escola pelos alunos do 4º ano de escolaridade 

 

 

Capa_e_Indices

Dissertação

Anexos