Psicologia

Dissertações de Mestrado

 

O regresso à casa dos pais
Relações entre pais e filhos adultos separados

 

Autor: Laura Raquel Rodrigues da Silva
Orientador:  Maria Helena Santos Afons

 

Mestrado em Psicologia

Secção de Psicologia Clínica e da Saúde
Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa

Universidade de Lisboa
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

O regresso à casa dos pais

Resumo

Muito poucos estudos têm examinado como a separação conjugal ou divórcio dos filhos tem afectado a relação entre estes e os seus pais, particularmente quando voltam a viver na casa dos pais em consequência da separação conjugal ou divórcio. O presente trabalho tem como objectivos gerais descrever a percepção de um dos progenitores sobre a sua relação com os filhos adultos quando estes regressam a casa dos progenitores depois de uma separação conjugal ou divórcio. Concretamente, pretende-se avaliar a natureza da relação em cinco dimensões (Associação, Afecto, Função, Consenso e Conflito), as áreas de vida mais afectadas com a separação conjugal dos filhos e o papel das variáveis sócio-demográficas nas variáveis relativas à relação e áreas de vida do progenitor. No estudo participariam progenitores do sexo feminino e masculino cujos filhos estivessem separados e que vissem em coabitação no máximo há 4 anos, não tendo ainda desenvolvido uma relação íntima com outro parceiro. O instrumento de recolha de dados elaborado para o presente estudo foi uma entrevista semi-estruturada composta por questões de resposta aberta, fechada e em escalas de avaliação de 7 pontos. A partir do presente estudo espera-se poder retirar algumas implicações para a prática clínica, ao nível da prevenção e da intervenção familiar, mais focalizada para as populações de idade mais avançada.

 

Palavras chave: Relação pai-filho, Separação conjugal, CoabitaçãoTeses de mestrado

 

Índice

Introdução

1. Relações entre Pais e Filhos Adultos

1.1. Modelo Desenvolvimentista Sistémico
1.2. Modelo Intergeracional de Coesão-Conflito

2. Transições Familiares

2.1. A Família Pós-separação Conjugal

2.1.1. Adaptação dos Pais à Separação Conjugal dos Filhos
2.1.2. Relações entre Pais e Filhos Adultos após Separação Conjugal

Objectivos

Metodologia

1. Selecção e Obtenção da amostra

2. Instrumentos de Avaliação
3. Procedimentos

4. Análise de Dados

Discussão e Conclusão

Referências Bibliográficas

Anexos

 

 

Trabalho completo