Psicologia

Dissertações de Mestrado

 

Relação entre crenças, atitudes e práticas pedagógicas de professores na inclusão de alunos com deficiência mental

 

Autor: Inês Cristiana da Silva Hassamo
Orientador: Sara Bahia

 

Mestrado em Psicologia

Secção de Psicologia da Educação e da Orientação

Universidade de Lisboa
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

Relação entre crenças, atitudes e práticas pedagógicas de professores na inclusão de alunos com deficiência mental

Resumo

A inclusão de alunos com deficiência mental em sala de aula regular é uma realidade actual. No que toca às directrizes políticas internacionais e da legislação em vigor em Portugal, a Educação deve ser Inclusiva, de modo a proporcionar igualdade de oportunidades e de participação a todos os alunos. Contudo, as práticas pedagógicas desenvolvidas por professores nem sempre cumprem os objectivos da Educação Inclusiva (e.g. Düring, 2006; Rodrigues, 2006), admitindo-se um desfasamento entre crenças inclusivas e práticas desenvolvidas (e.g., Jordan, Shwartz & McGhie-Richmond, 2009; Watkins, 2007). O presente estudo exploratório procura analisar em que medida o conjunto de crenças e atitudes que os professores possuem sobre a Educação Inclusiva se relaciona com as suas práticas pedagógicas utilizadas em sala de aula regular. Para cumprir tal objectivo, construiu-se um instrumento composto por duas escalas tipo Likert e por dois problemas de resposta aberta sobre as crenças, atitudes e práticas inclusivas. De uma forma geral, os resultados obtidos indicam que existem diferenças significativas entre as crenças e atitudes sobre a Inclusão de alunos com deficiência mental e as práticas pedagógicas utilizadas por 51 professores do ensino básico e secundário do distrito de Lisboa.

 

Palavras chave: Psicologia educacional, Educação inclusiva, Práticas pedagógicas, Teses de mestrado - 2009

 

Índice

Introdução

Capítulo I. Enquadramento Teórico

1.1. Os alicerces da Educação Inclusiva

1.2. As “boas práticas” na Educação Inclusiva

1.2.1. As políticas das Escolas
1.2.2. As Culturas das Escolas
1.2.3. As práticas das Escolas

1.3. Suportes à Educação Inclusiva

1.3.1. Crenças sobre o impacto da Inclusão no desempenho académico dos alunos sem necessidades especiais de aprendizagem
1.3.2. Atitudes dos professores e o seu impacto na Inclusão
1.3.3. A formação do professor e o seu impacto nas crenças, atitudes e práticas inclusivas .

1.4. Questões de investigação

Capítulo II. Metodologia

2.1. Instrumento

2.2. Participantes
2.3. Procedimento

Capítulo III. Apresentação e Análise dos Resultados

3.1. Dados metrológicos sobre o instrumento

3.1.1. Escala Crenças e Atitudes sobre a Educação Inclusiva

3.1.2. Escala Práticas Pedagógicas Inclusivas

3.1.3. Resolução de Dilemas

3.2. Questões de investigação

3.2.1. Questão 1

3.2.2. Questão 2

3.2.3. Questão 3

3.2.4. Questão 4

Capítulo IV. Conclusões

Referências Bibliográficas

Índice de Quadros

Anexo

 

 

Trabalho completo