Psicologia

Dissertações de Mestrado

 

Stress parental e práticas parentais em mães de crianças com perturbação de hiperactividade com défice de atenção

 

Autor: Vanessa Alexandra Bernardo Santos
Orientador: Salomé Vieira Santos

 

Mestrado em Psicologia

Secção de Psicologia Clínica e da Saúde

Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica

Universidade de Lisboa
 

Se é autor de uma tese / dissertação de mestrado ou de doutoramento envie-nos para knoow.net@gmail.com e ajude-nos a enriquecer ainda mais o nosso site.

continuar

 

Stress parental e práticas parentais em mães de crianças com perturbação de hiperactividade com défice de atenção

Resumo

O presente estudo tem quatro objectivos principais: (1) caracterizar o funcionamento parental (stress e práticas) de mães de crianças diagnosticadas com Perturbação de Hiperactividade com Défice de Atenção (PHDA); (2) caracterizar a percepção das mães em relação a áreas específicas da vida da criança (problema, desenvolvimento, comportamento, aproveitamento escolar e relação com pares); (3) analisar a relação do stress parental e das práticas parentais com variáveis relativas ao problema, à criança, e à mãe; (4) analisar a relação entre o stress parental e as práticas. Participaram no estudo 30 mães de crianças com PHDA (idades entre 7 e 12 anos; 20 do sexo masculino). Utilizaram-se dois questionários, o Índice de Stress Parental e o EMBU-P, para avaliar, respectivamente, o stress parental e as práticas parentais, tendo sido ainda construída uma Ficha de Recolha de Informação (sócio-demográfica, referente ao problema, à criança e à percepção da mães em diferentes áreas da vida da criança). Os resultados mostram que as mães de crianças com PHDA, comparativamente com as amostras dos estudos de adaptação dos instrumentos, experimentam níveis mais elevados de stress (associados com características da criança) e recorrem menos a práticas de controlo. As práticas parentais não diferem em função do sexo ou idade das crianças, mas há algumas diferenças no caso do stress parental. A maioria das mães tem uma percepção positiva da criança em diferentes áreas, relacionando-se o stress parental e as práticas com algumas destas percepções e com variáveis relativas ao problema e à criança. Adicionalmente, as mães que experimentam níveis mais elevados de stress associados com características da criança utilizam mais práticas parentais de rejeição. Os resultados obtidos sugerem a pertinência de se atender, na população visada, ao stress parental experimentado e ao tipo de práticas educativas, dadas as suas potenciais consequências adversas para o desenvolvimento da criança.

 

Palavras chave: Hiperactividade, Stress parental, Mães

 

Índice 

Introdução

Capítulo 1: Perturbação de Hiperactividade com Défice de Atenção (PHDA)

1.1 Definição

1.2 Etiologia

1.2.1 Perspectiva Neuropsicológica

1.2.2 Perspectiva Psicodinâmica

1.3 Co-morbilidade

1.3.1 Problemas Psiquiátricos Associados à PHDA

1.3.2 Problemas do Desenvolvimento Associados à PHDA

Capítulo 2: Parentalidade: Stress e Práticas Parentais

2.1 Stress Parental

2.2 Práticas Parentais

2.3 Stress Parental e Práticas Parentais

Capítulo 3: Objectivos e Hipóteses

3.1 Objectivos

3.2 Hipóteses

Capítulo 4: Método

4.1 Participantes

4.1.1 Caracterização das Mães

4.1.2 Caracterização das Crianças-alvo

4.1.3 Caracterização de Aspectos Relativos ao Problema da Criança

4.2 Instrumentos

4.2.1 Índice de Stress Parental

4.2.2 EMBU-P

4.2.3 Ficha de Recolha de Informação

4.3 Procedimento

4.4 Procedimentos Estatísticos

Capítulo 5: Resultados

5.1 Caracterização do Funcionamento Parental (Stress Parental e Práticas Parentais) das Mães de Crianças com PHDA

5.2 Caracterização da Percepção das Mães em Relação a Áreas Específicas: Problema da Criança, Desenvolvimento, Comportamento, Aproveitamento Escolar e Relação com os Pares

5.3 Relação entre o Funcionamento Parental (Stress Parental e Práticas Parentais) e Variáveis Relativas ao Problema, à Criança e à Mãe (Percepção das Mães em Diferentes Áreas e Variáveis Sócio-demográficas)

5.4 Relação entre o Stress Parental e as Práticas Parentais

Capítulo 6: Discussão de Resultados

6.1 Funcionamento Parental (Parental e Práticas Parentais) nas Mães de Crianças com PHDA

6.1.1 Stress Parental

6.1.2 Práticas Parentais

6.2 Percepção das Mães em Relação a Áreas Específicas: Problema da Criança, Desenvolvimento, Comportamento, Aproveitamento Escolar e Relação com os Pares
6.3 Relação entre o Funcionamento Parental (Stress Parental e Práticas Parentais)
e Variáveis Relativas ao Problema, à Criança e à Mãe (Percepção das Mães
em Diferentes Áreas e Variáveis Sócio-demográficas)

6.3.1 Relação com o Stress Parental

6.3.2 Relação com as Práticas Parentais

6.4 Relação entre o Stress Parental e as Práticas Parentais

Conclusão

Referências Bibliográficas
Anexos

 

 

Trabalho completo